Técnicas de Pesquisa Social através da Rede: Um Impacto Limitado

Mostafa A. Amin (*)


Resumo:
O surgimento e a difusão explosiva da Internet tem um impacto limitado na técnica de pesquisa social tanto no planejamento da pesquisa e análise dos dados quanto na coleta dos mesmos. A expansão futura da rede, considerando a história das tecnologias anteriores, manterá a limitação da obtenção dos dados.

A Internet foi criada nos Estados Unidos há mais de 25 anos. Nos últimos anos atravessou as fronteiras e apresentou uma explosão com velocidade de crescimento exponencial. Em 1994 chegou a mais de 40 milhões de usuários em mais de 100 países e de acordo com as estimativas a rede terá 400 milhões de usuários ainda neste ano [1].

Prever números e tendências de difusão e aceitação, numa tecnologia recente como a da Internet é sempre um risco. Um risco maior ainda é avaliar seu futuro impacto na socialização, na inclusão e exclusão social, nas políticas públicas, nas mudanças culturais em geral, bem como nas técnicas de pesquisa social. A maioria dos textos hoje escritos, registra alguns fatos concretos e o restante é especulação onde a ficção e a ciência se misturam. Em relação ao impacto da Internet sobre a técnica de pesquisa social podem surgir varias perguntas vinculadas com as inovações no planejamento da pesquisa, na obtenção e análise dos dados e na amostragem.

O planejamento da pesquisa no sentido de formular o objetivo, apresentar a justificativa, levantar o problema, estruturar as hipóteses, definir as variáveis, escolher o tipo de amostragem e os instrumentos de obtenção e de análise dos dados bem como o estudo do marco teórico será facilitado pelo uso da rede. Este trabalho pode ser realizado por equipes de acadêmicos e pesquisadores do mundo inteiro portadores de experiências diferentes e envolvidos com problemas sociais diversos. A utilização do E- Mail e o FTP facilita este tipo de trabalho em conjunto. Numa pesquisa tipo Pesquisa Participante ou Pesquisa-Ação onde o trabalho a ser realizado necessita não somente a participação dos pesquisadores mas também dos pesquisados, a rede apresenta vantagem indiscutível através de instrumentos como o Mail list, Usenet, Newsgroups além do E-Mail e FTP.

Em relação á obtenção dos dados propriamente ditos, uma série de serviços da rede podem ser de grande valor. Os documentos particulares; correspondências, diários, fotografias em posse dos autores dos mesmos, de membros de seus familiares ou de colecionadores são extremamente valiosos e geralmente de unidades únicas. A obtenção destes dados para uma pesquisa de História de Vida, por exemplo, pode ser facilitada pelo E-Mail.

Os documentos governamentais oficiais; leis, projetos, planos diretores, correspondências, dados estatísticos - do executivo, legislativo e judiciário nos seus níveis municipal, estadual e federal - são organizados atualmente, não é sempre de acordo com a necessidade do pesquisador, em bancos de dados geralmente com permissão de uso pelo público. Gopher (Veronica) e WWW (Lynx, Mosaic e Netscape) facilitam a coleta destes dados para uma pesquisa de tipo Análise de Conteúdo ou de Discurso.

Para os documentos privados; programas, relatórios, dados estatísticos etc. que pertencem a instituições tais como bancos, empresas, sindicatos, cartórios, igrejas e escolas o E-Mail será o instrumento da rede utilizado além do Gopher e WWW.

Os periódicos, jornais, revistas, livros, teses, programas de rádio e televisão e gravações em fitas ou filmes já são arquivados em microfilmes, índices e fichas. Gopher e WWW permitem a coleta instantânea destes dados em mais de 2.000 bibliotecas espalhadas no mundo inteiro e podem ser acessadas a distância 24 horas por dia. Esta facilidade é preciosa para uma Pesquisa Teórica ou ainda de Análise de Conteúdo ou de Discurso .

Economizar tempo e custo e atingir uma área geograficamente universal são os fatores mais importantes no uso da rede na coleta destes dados secundários e primários. Estes fatores são muito mais marcantes quando tratamos de obtenção de dados do campo utilizando instrumentos como observação, entrevista e questionário, para realizar Pesquisa Etnográfica ou de Estudos Comparativos. Através do E-Mail e do Talk, observações em equipes podem ser realizadas nas quais os pesquisadores distantes podem observar a mesma variável, registrar os dados, resolver as dúvidas e sugerir métodos e instrumentos de trabalho.

A definição da entrevista como "obter informações numa conversação face a face" não é mais válida. Pelo Talk o entrevistado não será influenciado, consciente ou inconscientemente pelo entrevistador. Entrevista sobre assuntos delicados íntimos como sexo, alcoolismo e prostituição pode ser realizadas mais facilmente. Através do E-Mail o entrevistado terá um tempo maior para responder. O pesquisador economiza o tempo de deslocamento e terá a possibilidade de assegurar o registro dos depoimentos do entrevistado.

No caso do questionário além do tempo, custo e maior área geográfica atingida, a rede facilita a devolução e a chegada simultânea dos questionários aos informantes. A possibilidade de esclarecimento das dúvidas aumentará a percentagem da devolução dos questionários bem como de seu completo preenchimento. A facilidade que a rede oferece permite a repetição do pré-teste. O questionário perde, no caso de E- Mail, a vantagem do anonimato.

A perspectiva do impacto da rede sobre a técnica de pesquisa social é cada vez maior em decorrência do crescente avanço desta tecnologia. As maiores empresas de comunicação prometem, com projetos como Teledesic e Iridium, o lançamento de mais de 1000 novos satélites, em órbitas abaixo de 10.000 Km possibilitando transmissão mais rápida das informações em relação aos 150 satélites existentes hoje a 35.860 km da terra.

Apesar destas perspectivas otimistas existem hoje vários problemas a serem solucionados, tais como as fichas vazias e as mensagens antigas sem valor. A dificuldade de total proteção dos dados e a permissão restrita de acesso a muitos serviços da rede, apresentam outros obstáculos.

O Brasil tem hoje apenas cerca de 50.000 pioneiros vinculados à Internet constituídos fundamentalmente pelo setores acadêmicos e governamentais. Os problemas da Internet no Brasil são múltiplos, o problema com a língua inglesa, a língua mais usada na rede, e o alto custo do computador e do telefone em relação aos outros países os quais ainda superam o Brasil na renda por capita. Outro problema é a interna indefinição por parte do governo em relação à regulamentação desta nova tecnologia.

O futuro do impacto da rede é imprevisível. O automóvel, a tecnologia que revolucionou nosso mundo desde o início deste século atingiu a classe média nos USA nos anos 20 e a classe trabalhadora somente nos anos 50. No Brasil e nos outros países em desenvolvimento o automóvel ainda esta longe do acesso do povo. Se o destino de Internet for o mesmo das outras tecnologias, o impacto da rede sobre a técnica da pesquisa será restrito ās discussões dos acadêmicos no sentido de planejamento e análise das pesquisas e limitado em relação ao tipo do universo pesquisado.


Notas:

(*). O autor:
Prof. do Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília.
Email: mostafa@guarany.cpd.unb.br
  1. Existe uma infinidade de números conflitantes utilizados na descrição e previsão dos fatos sobre a rede. Este fenômeno é devido a sua expansão rápida, bem como à escassez, ainda, de estatísticas exatas elaboradas cientificamente.


retorna ao índice dos anais